Com a vinda de novos players para disputar o mercado brasileiro de veículos, a previsão é de que o setor automotivo retome o ritmo de abertura de revendas em 2013, depois de um ano de altos e baixos. Com a perspectiva de crescer no máximo 4% este ano, o setor parece mais otimista com os negócios a partir de 2013, sendo que no ano da Copa do Mundo, 2014, a perspectiva é ainda melhor, conforme a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

“Tivemos o anúncio de novas marcas no País, a instalação de novos polos e o lançamento de novos carros, como o HB20 da Hyundai e o Etios da Toyota, que terão de abrir pontos de vendas para comercializar esses veículos”, disse Flávio Meneghetti, presidente da entidade. Além da JAC Motors, estão previstas fábricas das montadoras chinesas Chery e Effa Motors, mas, segundo Meneguetti, ainda há espaço para novos players no País.

A perspectiva da entidade é que, com a instalação das fábricas como a da chinesa JAC Motors no nordeste e a da alemã BMW no sul do País, além de um Produto Interno Bruto (PIB) estimado em 3,5% no próximo ano, frente ao 1,5% estimado para 2012, as revendas de carros apresentem um crescimento significativo.

Para Tereza Fernandez, consultora da MB Associados – além dos fatores já mencionados, e de 2014, período em que o Brasil receberá um número significativo de investimentos graças à Copa do Mundo -, há possibilidade de o cenário mundial apresentar melhora da crise que tem enfrentado. E isso fará com que a economia brasileira se recupere: “O próximo ano será melhor, mas será em 2014 que poderemos voltar a respirar”, explicou ela.

(Fonte)